Você sabe seu somatotipo?

Você já ouviu falar em somatotipo? O somatotipo é uma técnica de classificação corporal que dividiu a propôs a divisão em três quesitos:

1.magreza
2.musculatura
3.adiposidade

Esse padrão de classificação foi criado em 1940 por William Sheldon que definiu três classificações básicas de tipo corporal:

Ectomorfo
De acordo com a médica Drª Beatriz David os ectomorfos tem ombros, peito e quadril estreitos, pouco volume em braços e pernas e um metabolismo acelerado. São aqueles que tem dificuldade para ganhar peso, tanto em massa magra quanto em massa de gordura. É esguio e magro. Normalmente não tem bom desempenho em atividades de potência e força – mas modalidades que requerem resistência são as ideais. Como possuem metabolismo acelerado, devem comer mais e com maior frequência que os demais indivíduos de outros somatotipos – além disso, os treinos com peso devem focar em intervalos de descanso maiores.

 

Mesomorfos
São os indivíduos que possuem estrutura atlética, com facilidade para ganhar massa muscular e pouca gordura corporal. Treinos de força são ideais, podendo ser mais longos e com menores intervalos de descanso.

 

Endomorfos
São indivíduos que tem o metabolismo mais lento e mais facilidade para ganhar massa de gordura. Atividades físicas que exigem muita resistência e agilidade/velocidade não são ideais – normalmente são mais aptos a atividades de força, como levantamento de peso. Como tem metabolismo lento, uma adequação alimentar e treinos que priorizem aumentar o metabolismo (como o HIIT) são os ideais.

Veja também:

Temor de racionamento de energia acelera investimentos na fonte eólica no Brasil

São Paulo, setembro de 2021 – O baixo nível dos reservatórios é o principal tema na pauta do setor de energia. Na prática, a maior...

Marília Mendonça e Maiara e Maraisa estrelam campanha na Times Square

As patroas deslancharam para o mundo! Nesta quinta (21), Marília Mendonça e a dupla Maiara e Maraísa estamparam um telão na Times Square, principal...

Geração renovável suporta a demanda de energia no Brasil

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Recentes