Pastor decide sair do armário e se tornar o “gay mais feliz do mundo”

No dia 1º de julho de 2021, Vinicius Felix, de 33 anos, decidiu renunciar o cargo de pastor e sair do armário. Na verdade, nas palavras de Vinicius, ele “arrombou o armário”. 

“Arrombei o armário porque eu não fiz questão de ser suave. Divorciei num dia e no outro dia eu estava na balada. Eu não tive medo de me expor e nem de mostrar quem eu era”, conta Vinicius.

Nascido em um lar evangélico, Vinicius é filho e neto de pastor, e passou mais de 30 anos envolvido com a igreja. Ele foi pastor dos 17 aos 31 anos. No entanto, no auge de sua carreira ministerial, ele decidiu que estava na hora de ser “100% feliz e acabar com a farsa”.

“Conheci minha ex-esposa aos 14 anos, foram 8 anos de namoro e 10 anos de casamento, casamos virgens e começamos nossa história ministerial juntos. Em nosso noivado compartilhei que tinha atração homoafetiva, mas nós fizemos uma escolha um pelo outro. Sustentamos essa escolha durante alguns anos, só que as coisas começaram a mudar dentro de mim”, lembra.

Vinicius diz que nunca precisou dizer às pessoas que não era gay. “Era fato, todo mundo sabia ou percebia. Mas eu fiz uma escolha pela fé, fiz uma renúncia diária pela vida que eu escolhi viver naquele momento”.

Entretanto, em 2019, Vinicius teve sua primeira relação homoafetiva que durou três meses. Tudo veio à tona após ele resolver contar para a esposa e até membros da igreja.

“Eu confessei e pedi perdão à ela. Ela me perdoou e ficamos mais um ano e meio casados. Mas eu não consegui ser mais o mesmo dentro do casamento. Foi uma mudança aos poucos. Quando eu decidi pelo divórcio era uma quarta feira, 1º de julho de 2021. Já estávamos como amigos e não tínhamos mais uma relação de marido e mulher”, descreve Vinicius.

Ele conta que sabia que a decisão de dizer a todos que era gay teria consequências. De acordo com Vinicius, para família, membros da igreja e amigos a sua orientação sexual não foi bem vista.

 “Foi um baque para todo mundo. Eu sabia que todas as estruturas iam quebrar à minha volta. Tudo desabou, da família ao financeiro, afinal, eu era da igreja, ministrava, tinha salário, mas perdi tudo”.

“Eu queria destruir essa imagem de pastor que estava na cabeça das pessoas. Eu precisava que elas me olhassem como o Vini. Por isso, eu precisei abrir mão da igreja, abrir mão de ser pastor, de projetos futuros”.

Meses depois, uma ligação da ex-esposa fechou um ciclo na vida de Vinicius. “Ela me disse que perdoava e desejou que eu fosse muito feliz. Naquele momento, ao ouvir a voz dela, eu fiquei pleno. Ela até brincou que se soubesse que eu fosse ser uma bicha louca que vai de cropped para balada teria me ensinado a se auto maquiar. Isso foi um máximo. Ela é maravilhosa”. 

“Meu mundo gay é uma uma casa onde o vocabulário, as brincadeiras e o rolês parecem ter colado em mim. Hoje eu me sinto livre e seguro, junto com a minha família de viadice”, completa o ex-pastor Vinicius.

Este mês ele disse que irá fazer uma grande festa para celebrar 1 ano de sua saída do armário.

Veja também:

Simaria aparece de surpresa em show de Simone e emociona a irmã

Pouco mais de um mês após anunciarem oficialmente a separação da dupla, Simone e Simaria voltaram a subir no palco juntas no último sábado...

Aos 50 anos, Luiza Ambiel recria famosa foto na banheira

Nesta segunda-feira (26), Luiza Ambiel pegou os fãs de surpresa. A morena recriou a famosa foto da banheira do Gugu, em que ela aparece usando um...

Deputados que desistiram

Dos 598 deputados federais que atuaram na atual legislatura, 49 não vão disputar nenhum cargo na eleição de outubro. Incluindo nomes de destaque como...

Recentes