O fim da Itapemirim

Durante muitos anos, a Itapemirim, que nasceu em em 4 de julho de 1953, no Espírito Santo, com a linha Castelo – Cachoeiro de Itapemirim, foi líder no transporte rodoviário no país. A frota percorria, na época, apenas 100 mil quilômetros por mês. A expansão aconteceu na década de 1960, com a conquista das linhas da região Norte e Nordeste e do trecho Vitória – Rio de Janeiro.

A empresa ganhou também nova identidade visual, com destaque para a cor dos ônibus que ficaria conhecida como “amarelo Itapemirim”.Os famosos ônibus de três eixos, os Tribus, começaram a rodar em meados dos anos 70. Alguns anos depois, na década de 1980, tiveram início as operações que ligaram o Sudeste ao Norte e Nordeste do Brasil. Com a ampliação do serviço, a Viação Itapemirim decidiu montar a sua própria fábrica: eram produzidas 200 carrocerias por ano, para atender a demanda do período. Depois foi vendida e entrou em decadência.

Que culminou com a criação da Itapemirim Transportes aéreos, empresa que funcionou por poucos meses. Também o transporte rodoviário entrou em crise e foram suspenas várias linhas, como as que ligavam o Recife a várias cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte.

Veja também:

Klara Castanho revela gravidez e adoção de bebê após sofrer estupro

Alertamos sobre o conteúdo desta matéria. Pessoas sensíveis devem evitar a leitura. A atriz Klara Castanho, de 21 anos, usou seu Instagram para revelar que foi...

Acusada de expôr Klara Castanho, Antonia Fontenelle se pronuncia

Antonia Fontelle rebateu as críticas que vem recebendo na web desde a exposição do caso da atriz Klara Castanho. Na ocasião, a apresentadora citou o caso de uma atriz...

Branco Mello volta aos palcos após tratamento contra o câncer

Branco Mello, de 60 anos de idade, baixista e vocalista do Titãs, está de volta aos palcos após o tratamento contra o câncer. A...

Recentes