MP ajuíza ação contra Felippe Valadão e pede R$300 mil por intolerância religiosa

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), requer que o pastor Felippe Valadão, acusado por intolerância religiosa pague R$300 mil aos cofres do município de Itaboraí-(RJ).

A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (15), após a denúncia do relator da CPI da Intolerância Religiosa no Rio, Átila Nunes (PSD).

No aniversário de 189 anos de Itaboraí, realizado em 19 de maio, as declarações de valadão foram consideradas ofensivas aos praticantes de religiões de matrizes africanas, em especial a umbanda.

A ação destaca que o pastor, que possui muita notoriedade no segmento religioso, seja nas mídias sociais, ou em cultos presenciais nas diversas unidades da Igreja Batista da Lagoinha, praticou intolerância religiosa e discurso de ódio contra praticantes da umbanda e demais religiões.

Em sua fala, Felippe afirmou: “Avisa para esses endemoniados de Itaboraí que o tempo da bagunça espiritual acabou. Pode matar galinha, pode fazer farofa, prepara para ver muito centro de umbanda sendo fechado na cidade. Deus vai começar a salvar esses pais de santo que têm na cidade”.

Veja também:

O nome de Lula para o Ministério da Educação

Lula teria uma novidade para a Educação, que pretende tornar uma das Pastas mais prestigiada de seu governo, se ganhar. Para o cargo seria...

O Brasil pode garantir o troféu na quinta-feira com um empate

Os jogos estão sendo realizados nos estádios Maktoum Bin Rashid Al Maktoum e Al Nasr.   A Dubai Cup Seniors está entregando o que prometeu, uma...

Ludmila Dayer é diagnosticada com esclerose múltipla

Ludmila Dayer, de 39 anos, revelou ter recebido o diagnóstico de esclerose múltipla. A atriz contou sobre a doença em uma live, na última...

Recentes