Médicos peritos do INSS fazem paralisação que afeta cerca de 50 mil atendimentos de beneficiários

O presidente da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais, Luiz Carlos Argolo, disse que de 1.800 a 2.000 profissionais no país devem cruzar os braços nesta mobilização nacional de advertência.

Na Central de Perícias Médicas, no Setor Comercial Sul, em Brasília, alguns atendimentos foram realizados, mas a maioria dos beneficiários, que tinha horário marcado com peritos que aderiram à paralisação, foi informada que não poderia ser atendida e que uma nova data seria marcada. Foi o caso de Getúlio Pereira da Costa, que está em busca do auxílio-doença.

A ação vai atingir as perícias presenciais iniciais para os pedidos do auxílio-doença e do BPC. De 45 mil a 50 mil atendimentos devem ser afetados.

Luiz Argolo afirma que as reivindicações passam pela recomposição salarial, melhores condições de trabalho e reorganização a operação da perícia.

Segundo ofício da Associação, encaminhado ao Ministério do Trabalho e Previdência, no dia 3 de fevereiro, tentativas de diálogo desde 2020 ficaram sem resposta.

Essa é a segunda paralisação dos médicos deste ano, a primeira foi no dia 31 de janeiro. O Ministério do Trabalho e Previdência para comentar o impacto da paralisação e saber quais ações o órgão vai tomar, mas não tivemos resposta até o fechamento desta matéria.

Prova de vida 

O Governo Federal, através do Ministério do Trabalho e Previdência publicou, no Diário Oficial da União da quinta-feira, 3 de fevereiro, a portaria que disciplina os procedimentos a serem adotados para a comprovação de vida anual dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Portaria nº 1.408 apresenta algumas situações (atos, meios, informações ou bases de dados) que passarão a ser consideras válidas como prova de vida.

Uma delas é a realização de empréstimo consignado, desde que seja efetuado por reconhecimento biométrico. Considera também, para o mesmo efeito, o acesso ao aplicativo Meu INSS “com o selo outro ou outros aplicativos e sistemas dos órgãos e entidades públicas que possuam certificação e controle de acessos”, tanto no Brasil como no exterior.

Com informações da Agência Brasil.

Veja também:

Elirio Dambros fala sobre prós e contras do uso de fraldas descartáveis

Que as fraldas descartáveis vieram para facilitar a vida dos pais, disso ninguém tem dúvida. No entanto, ainda se investiga os impactos causados pelo seu uso na saúde...

Olhar empático: executivo do mercado cripto investe pesado em incentivo ao esporte no país

Clélio Cabral é gerente da gestora de criptoativos Braiscompany e segue os passos do CEO da empresa, Antonio Neto Ais que também é destaque...

Reclusa após abandonar a TV, Ana Paula Arósio ressurge com novo visual

Atriz decidiu deixar a carreira há cerca de 12 anos, quando desistiu de protagonizar uma novela da TV Globo em horário nobre Longe dos holofotes...

Recentes