Após rejeitar proposta de 4 milhões do PT, pastor sofre perseguição

O pastor Ezequias Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará, em São Paulo, passou a ser alvo de perseguição após recusar uma proposta de 4 milhões de reais para apoiar o Partido dos Trabalhadores (PT).

A proposta surgiu no início deste mês, e depois que a informação veio à tona, o religioso começou a sofrer retaliações.

A mega catedral que Ezequias está construindo na zona leste de São Paulo, com capacidade para oito mil pessoas, foi embargada nesta sexta-feira (27).

Algumas subprefeituras de São Paulo, que são lideradas pelo PT, estão por trás do embargo à construção da nova sede da denominação.

O pastor Ezequias Silva é conhecido por suas revelações e pelas obras sociais que realiza no estado de São Paulo.

Veja também:

O nome de Lula para o Ministério da Educação

Lula teria uma novidade para a Educação, que pretende tornar uma das Pastas mais prestigiada de seu governo, se ganhar. Para o cargo seria...

O Brasil pode garantir o troféu na quinta-feira com um empate

Os jogos estão sendo realizados nos estádios Maktoum Bin Rashid Al Maktoum e Al Nasr.   A Dubai Cup Seniors está entregando o que prometeu, uma...

Ludmila Dayer é diagnosticada com esclerose múltipla

Ludmila Dayer, de 39 anos, revelou ter recebido o diagnóstico de esclerose múltipla. A atriz contou sobre a doença em uma live, na última...

Recentes