Após rejeitar proposta de 4 milhões do PT, pastor sofre perseguição

O pastor Ezequias Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará, em São Paulo, passou a ser alvo de perseguição após recusar uma proposta de 4 milhões de reais para apoiar o Partido dos Trabalhadores (PT).

A proposta surgiu no início deste mês, e depois que a informação veio à tona, o religioso começou a sofrer retaliações.

A mega catedral que Ezequias está construindo na zona leste de São Paulo, com capacidade para oito mil pessoas, foi embargada nesta sexta-feira (27).

Algumas subprefeituras de São Paulo, que são lideradas pelo PT, estão por trás do embargo à construção da nova sede da denominação.

O pastor Ezequias Silva é conhecido por suas revelações e pelas obras sociais que realiza no estado de São Paulo.

Veja também:

Klara Castanho revela gravidez e adoção de bebê após sofrer estupro

Alertamos sobre o conteúdo desta matéria. Pessoas sensíveis devem evitar a leitura. A atriz Klara Castanho, de 21 anos, usou seu Instagram para revelar que foi...

Acusada de expôr Klara Castanho, Antonia Fontenelle se pronuncia

Antonia Fontelle rebateu as críticas que vem recebendo na web desde a exposição do caso da atriz Klara Castanho. Na ocasião, a apresentadora citou o caso de uma atriz...

Branco Mello volta aos palcos após tratamento contra o câncer

Branco Mello, de 60 anos de idade, baixista e vocalista do Titãs, está de volta aos palcos após o tratamento contra o câncer. A...

Recentes