Alta no preço faz supermercado trancar Nutella por medo de furto

O aumento no valor dos preços nos supermercados vem expandindo também os números relacionados aos furtos de produtos em várias regiões do Brasil. Outros casos ao longo dos últimos meses mostram até brigas quando existem promoções em estabelecimentos comerciais.

Um supermercado de São Paulo, por exemplo, tomou a decisão de trancar os potes de creme de avelã — popularmente conhecidos pela marca Nutella — em uma prateleira próxima ao caixa e caso alguém quisesse comprar o produto, era necessário alertar um funcionário para que o produto fosse destrancado.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, publicadas no fim de abril, a rede de 15 lojas do supermercado Chama também passou a deixar as carnes embaladas a vácuo na vitrine próximas aos balcões de atendimento, ao invés de deixar nas prateleiras refrigeradas.

De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados, os furtos nos estabelecimentos geraram um prejuízo de R$ 3,2 bilhões no setor em 2021 — que representa 15% das perdas de 2020.

Os produtos que apresentaram maior número de furtos foram carne, queijo, cerveja, refrigerantes, desodorantes, pilhas e Nutella. “O índice de furtos indica um agravamento da questão socioeconômica e, de certa forma, está fora do nosso controle”, afirmou Márcio Milan, vice-presidente da Abras, à Folha.

Veja também:

O nome de Lula para o Ministério da Educação

Lula teria uma novidade para a Educação, que pretende tornar uma das Pastas mais prestigiada de seu governo, se ganhar. Para o cargo seria...

O Brasil pode garantir o troféu na quinta-feira com um empate

Os jogos estão sendo realizados nos estádios Maktoum Bin Rashid Al Maktoum e Al Nasr.   A Dubai Cup Seniors está entregando o que prometeu, uma...

Ludmila Dayer é diagnosticada com esclerose múltipla

Ludmila Dayer, de 39 anos, revelou ter recebido o diagnóstico de esclerose múltipla. A atriz contou sobre a doença em uma live, na última...

Recentes